Fazenda Boa Vista: Onde tudo começou...

Foi a partir desta fazenda que surgiu a cidade de Boa Vista

Não há como falar sobre a história da capital roraimense sem falar sobre a fazenda que denominou a cidade. A região onde hoje predomina o Estado de Roraima começou a ser explorada em meados do século XVIII, com a construção do Forte São Joaquim – uma tentativa do governo português de conter as ameaças de invasão holandesas, inglesas e espanholas (em breve vamos abordar com mais destaque esse fato).

Cap. Inácio Lopes de Magalhães
Há cerca de 30 quilômetros do forte, foi fundada em 1830 a Fazenda Boa Vista, pelo capitão cearense Inácio Lopes de Magalhães, que era ex-comandante do Forte de São Joaquim e que antes já tinha passado pelas cidades de Belém e Manaus. 

Casado com Liberata Batista Mardel, teve oito filhos: Carlos Mardel Magalhães, Francisca de Magalhães, Alberta de Magalhães, Manoel Lopes de Magalhães, Júlia de Magalhães, Januário Magalhães, José Lopes de Magalhães e Prudênia de Magalhães. Surgia assim a tradicional família Magalhães, atualmente com bastantes membros em Roraima.


Fazenda Boa Vista, com o povoado se formando ao redor. Destaque para a Igreja Matriz

Ao redor da Fazenda Boa Vista, começou a surgir o povoado que logo se chamaria Freguesia de Nossa Senhora do Carmo (novembro de 1858), quando a região ainda fazia parte da Província do Amazonas. Em 1887, o povoado foi elevado à condição de Vila de Boa Vista do Rio Branco. 

Somente três anos depois, em 9 de julho de 1890, um decreto assinado pelo então governador do Amazonas Augusto Ximênes de Villeroy deu à vila o status de município. Com a criação do Território Federal de Roraima, em 1940, a cidade foi escolhida para ser a capital.

Inácio de Magalhães morreu no ano de 1881, aos 76 anos. Foi enterrado no antigo cemitério São Sebastião, no centro de Boa Vista. Já a casa forte da fazenda Boa Vista, originalmente construída em estilo colonial, foi sendo descaracterizada com o passar dos anos.

Restaurante Meu Cantinho. Em quase nada lembra a antiga sede da Fazenda Boa Vista

Atualmente no local funciona o Restaurante Meu Cantinho, que em 1996 foi recuperado através do Projeto Raízes da Prefeitura de Boa Vista. Mas em 2004, os proprietários fizeram novas alterações, retirando o piso original. Hoje, a disposição antiga dos cômodos e janelas está comprometida, não sendo possível reconhecer a antiga aparência colonial.

Apesar disso, sempre que posso vou lá, não apenas para apreciar os ótimos pratos servidos pelo restaurante. Mas também, para tentar imaginar como seria a cidade, nos idos de 1930, quando tudo começou...

Fonte:


Postar um comentário

4 Comentários

  1. Fábio...Boa tarde!🙂
    Só um reparo se vc me permite...a data de fundação da Fazenda é de 1830...e não 1930...
    Um abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita! Foi uma 'leve' confusão! Muito obrigado pelo toque. Abraços!

      Excluir
  2. As duas primeiras fotos são minhas! A primeira eu recriei como era a fazenda Boa Vista. A segunda foto é do meu tetravô Inácio Lopes de Magalhães que a minha família havia guardada mais 100 anos, Eu apenas restaurei: escaniei da foto original que fiz ha 18 anos atrás e recuperei utilizando Photoshop.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Manoel. Tudo bem? Peço que nos desculpe por isso. As imagens foram encontradas por meio de buscas na internet. Podemos inserir os devidos créditos, se preferir.

      Excluir